Prefeitura de Niterói e UFF vão criar Centro de Estudos e Pesquisas em Prevenção de Desastres

Seminário sobre o tema realizado na noite de segunda-feira (23) contou com a participação de palestrantes de centros de pesquisa dos Estados Unidos, do Japão e do Brasil 24/08/2021 – A Prefeitura de Niterói e a Universidade Federal Fluminense (UFF) reuniram nomes nacionais e internacionais de pesquisas em prevenção de riscos, nesta segunda-feira (23), no webinário “Desafios no Desenvolvimento dos Centros de Pesquisa e Estudos em Desastres”. O evento é uma das ações do Centro de Estudos e Pesquisas em Prevenção de Desastres de Niterói (CEPPreD), que está sendo criado através do Programa de Desenvolvimento de Projetos Aplicados (PDPA). Além de representantes da administração municipal, o seminário, organizado pela Secretaria Municipal de Defesa Civil e Geotecnia e pelo Mestrado em Defesa e Segurança Civil da UFF, contou com a participação de palestrantes de centros de pesquisa dos Estados Unidos e do Japão, assim como de centros de pesquisa no Brasil. O prefeito de Niterói, Axel Grael, lembrou que em 2013, quando assumiu como vice-prefeito, a cidade ainda se recuperava da tragédia do Morro Bumba. Desde então, a administração municipal organizou sua Defesa Civil, envolvendo diferentes órgãos da Prefeitura. “Hoje, Niterói tem uma Defesa Civil preparada para lidar de forma muito mais eficiente com situações de emergência porque fizemos um grande trabalho de planejamento e de resposta a situações de acidentes e desastres climáticos e ambientais, além de uma agenda de investimentos para contenção de encostas e drenagem. A cidade conta com uma das melhores estruturas de Defesa Civil do país, com estratégias permanentes”, enfatizou. O Centro de Estudos e Pesquisas em Prevenção de Desastres de Niterói (CEPPreD) tem sua origem em 2021, a partir do PDPA, uma parceria entre a Prefeitura, a UFF e a Fundação Euclides da Cunha. “Nós fizemos um programa de desenvolvimento de projetos aplicados por onde a Prefeitura de Niterói aportou recursos na ordem de R$ 25 milhões. Hoje, temos em várias frentes equipes buscando melhorar rotinas e construir novos caminhos para a cidade. Um dos resultados é a criação deste centro de estudos e pesquisas, que vai reunir toda a excelência da UFF para que a gente possa sistematizar e estimular ainda mais a academia para as questões da cidade”, destacou Axel Grael. O secretário municipal de Defesa Civil, coronel Walace Medeiros, reforçou a importância da integração entre a gestão pública e o meio acadêmico. “A academia sempre produziu muito material em condições de ser aplicado, mas não havia intersetorialidade que possibilitasse que os projetos tivessem uma operacionalização na prática. Desde o início da gestão buscamos setores específicos, como a UFF, que nos oferece um corpo significativo de pesquisadores. Como gestor, entendi que nós precisávamos ampliar nossos braços de atuação e a melhor solução seria a concepção desse centro de pesquisas que está sendo criado. O centro vai mudar a realidade da Defesa Civil de Niterói”, disse. O PDPA utiliza a inteligência e a expertise da UFF para a resolução de problemas públicos da cidade de forma a contribuir, de maneira efetiva, para o desenvolvimento sustentável do município ao estimular a associação entre pesquisadores, a interação com a sociedade e a gestão pública. O reitor da UFF, Antônio Cláudio da Nóbrega, frisou que o objetivo do programa é elaborar e executar projetos que impactem a qualidade de vida dos niteroienses. “O PDPA é resultado da competência da universidade e da compreensão da Prefeitura de que a produção de conhecimento para a sociedade deve ser levada para a vida. Ele é construído através de um grande mapeamento estratégico do município, o Niterói Que Queremos, além de fomentar e incubar o aceleramento de projetos para o município. É uma visão estratégica de converter cada real em resultados para as pessoas de Niterói, através de iniciativas como o Centro de Prevenção de Desastres”, afirmou. O evento contou com palestras da ex-professora do Hazard Reduction & Recovery Center na Texas A&M University, nos Estados Unidos, Carla Pratter, do professor doutor Yosuke Yamashiki, da Universidade de Kyoto, no Japão, e as perguntas foram mediadas pelo professor e coordenador do mestrado em Defesa e Segurança Civil da UFF, Airton Bodstein. A programação contou ainda uma mesa redonda com a participação do secretário municipal de Defesa Civil, Walace Medeiros, do coronel André Có (CEPED – ES) e do tenente coronel Rodrigo Werner (ICTDEC), com mediação do pesquisador do mestrado em Defesa e Segurança Civil da UFF, Márcio Dertoni.

Prefeitura de Niterói e UFF vão criar Centro de Estudos e Pesquisas em Prevenção de Desastres